Sistema usa banco de dados com seis milhões de rostos não mascarados e também um acervo menor de rostos com máscara

 

Sofia Pilagallo, do R7

Tecnologia consegue reconhecer rostos com 95% de precisão
Fonte: Pixabay

A empresa chinesa Hanwang Technology anunciou, na última segunda-feira (9), que desenvolveu a primeira tecnologia de reconhecimento facial capaz de identificar pessoas usando máscaras cirúrgicas.

O projeto foi pensado a partir de um problema de segurança pública. A China, que tem um dos sistemas de reconhecimento facial mais sofisticados do mundo, estava enfrentando dificuldades para identificar pessoas mascaradas – o país foi o mais afetado pelo novo coronavírus.

um acervo menor de rostos com máscara, o recurso desenvolvido pela empresa chinesa é capaz de identificar rostos mascarados com 95% de precisão.

A plataforma oferece dois tipos de produto. O primeiro deles realiza o reconhecimento facial de forma única. Já o segundo traz um sistema de reconhecimento “multicanal”, em que várias câmeras são usadas ao mesmo tempo – este último pode identificar até 30 pessoas ao mesmo tempo em apenas um segundo, de acordo com o vice-presidente da empresa, Huang Lei.

A ferramenta também pode ser conectada a um sensor de temperatura, a fim de verificar se a pessoa apresenta febre, um dos sintomas mais comuns do novo coronavírus.

 

 

Fonte: Notícia R7.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *