Há pouco mais de um mês, um corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado em uma área próxima ao Rio Brilhante, na zona rural de Alta Floresta, com dúvidas sobre a sua real identidade, a Politec foi acionada para o trabalho pericial de identificação.
Após um trabalho minucioso envolvendo os papiloscopistas Osmair, Valdecir e Walter, a equipe chegou a identidade da vitima. Trata-se de Ricardo da Silva de 48 anos, de acordo com as informações ele estaria desaparecido há algum tempo e a família procurava por ele, o Senhor Ricado morava em um setor de chácaras na comunidade de Bonfim, a polícia civil se deslocou ao local, porém não conseguiu encontrar ninguém na residência a partir de então ele foi dado como desaparecido.
Na última quinta-feira, o papiloscopista Osmair trouxe informações referentes ao caso: “Depois de muito trabalho conseguimos realizar uma excelente pericia papiloscópica, que envolveu tanto o gerente de Alta Floresta, como o apoio dos papiloscopistas de Barra do Garças, o Walter Santana e, pelas impressões digitais no dedo médio direito usando um programa que deu uma melhorada nas linhas, nos pontos característicos da digital e através dela foi possível marcar uns 12 pontos característicos chegando a identidade da vítima”
Com o sucesso no trabalho na identificação pela impressão digital, já não será necessária a realização do exame de DNA.

Fonte: SINPP-MT
Disponível em:https://www.sinppmt.com.br/destaques/376-equipe-de-papiloscopista-identifica-corpo-em-alta-floresta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *