O papiloscopista Marco Antônio de Souza, da Polícia Federal, recebeu um importante reconhecimento para o seu trabalho. O profissional teve uma pesquisa publicada pela revista Forensic Science International: Synergy, veículo da Editora Elsevier, que é uma das principais referências mundiais na área de ciências forenses.

O perito desenvolveu uma metodologia para detectar metanfetamina em impressões digitais que pode ser utilizada antes ou depois da revelação, usando espectroscopia vibracional. Essa técnica permite a identificação de outras substâncias químicas e biológicas, o que pode ser útil em diversas investigações.

Essa não foi a primeira vez que Souza teve seu trabalho reconhecido fora do Brasil. Ele já havia se destacado no 19º Simpósio de Ciência Forense Internacional da Interpol, realizado em Lion, na França, em 2019, na área de impressões digitais.

“A ciência é uma importante aliada na solução de crimes e esse reconhecimento mostra como o perito brasileiro capacitado e preparado pode ser referência mundial”, comentou o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens.

 

 

Fonte: Revista Consultor Jurídico.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *